Emergência Pré-Hospitalar

 

Disponibilizar à população uma emergência pré-hospitalar de excelência


Investimento nos Recursos Humanos
Para nós o investimento na formação é uma opção estratégica. Sabemos que esta opção gerou alguma polémica e até críticas de quem entendia que a formação não era da responsabilidade da Associação. Não contestamos outras opções, mas para nós a garantia de qualidade é um objetivo que não abicamos, é um objetivo estratégico.
Formação de Tripulantes de Ambulância de Socorro [TAS]
No exercício do triénio 2013-2016 formámos 18 novos bombeiros com competências de TAS. Em três anos formámos mais TAS que o previsto para uma década. O gráfico representa a evolução do número de TAS no Corpo de Bombeiros de Abrantes.
Organizamos e realizamos nas nossas instalações os seguintes cursos de TAS:
  • 1º Curso Fevereiro 2014 - 11 bombeiros de Abrantes e 1 Constância;
  • 2º Curso Fevereiro 2015 - 5 bombeiros de Abrantes, 2 Constância, 2 Barquinha, 2 Ferreira do Zêzere e 1 Mação;
  • 3º Curso Fevereiro 2016 - 2 bombeiros de Abrantes, 1 Constância, 1 Barquinha, 2 Entroncamento, 2 Ferreira do Zêzere, 2 Sardoal, 2 Gavião;
  • 4º Curso Outubro 2016 - 2 bombeiros de Abrantes, 10 bombeiros externos.
  • Cooperação com outras Associações
    É nosso entendimento que a cooperação entre Associações e Corpos de Bombeiros é determinante para o desempenho de todos. Nesse contexto estamos a colaborar com os Corpos de Bombeiros do Médio Tejo para apoio na resolução desta lacuna formativa.

    Formação de Formadores
    Iniciamos em 2015 a formação de formadores para SBV; SBV-DAE; TAT e TAS. Esta política irá permitir satisfazer todas as necessidades internas do Corpo de Bombeiros de Abrantes e colaborar com outros Corpos de Bombeiros providenciado mais oferta formativa e a custos mais reduzidos.


    Investimento nos Equipamentos e Veículos

    DAE
    A decisão de implementar um programa de DAE (Desfibrilhação Automática Externa) nas nossas ambulâncias de socorro é hoje uma realidade. Os Bombeiros de Abrantes possuem 4 ambulâncias equipadas com Desfibrilhador Automático Externo – DAE e com equipas treinadas e credenciadas para a prática de desfibrilhação com DAE.
    "Potenciar a prática da desfibrilhação com um DAE, visa o aumento da taxa de sobrevivência por morte súbita causada por fibrilhação ventricular.
    Por ano, mais de 700.000 adultos na Europa morrem de doença cardiovascular, fazendo desta a primeira causa de morte no mundo Ocidental. Pelo menos 40% morrem de morte súbita cardíaca, antes mesmo, de chegarem ao hospital. A morte súbita cardíaca atinge pessoas de todas as idades e condições físicas, por norma sem aviso. Muitas destas vidas podem ser salvas se as testemunhas do evento ligarem 112 e iniciarem de imediato suporte básico de vida (SBV) e, se devidamente formados/treinados, providenciarem a desfibrilhação em minutos." (cite INEM)

    No triénio 2013-2016
    Em resumo:
    Reequipamos e reformulamos todo nosso contingente de ambulâncias; Adquirimos uma nova ambulância; Adquirimos dois Monitores de Parâmetros Vitais; Adquirimos quatro DAE - Desfibrilhadores Automáticos Externos.
    No triénio 2013-2016 investimos mais de 90.000€ na emergência pré-hospitalar.
     
     
     
     
    FWI-Fire Weather Index
    Índice Meteorológico do Fogo
     

    Índice de FWI|FWI Index




    © Hélder Silvano Neves | 2000

    FWI - Trata-se de um índice que permite valorizar numericamente a intensidade do fogo.
    O FWI divide-se em 4 classes de risco:

  • Baixo (0-7);
  • Médio (8-16);
  • Alto (17-24);
  • Muito Alto (25-31);
  • Extremo (32+).

  • Em caso de falha de energia

    Se ficar sem energia eléctrica:
    1 Verifice se os vizinhos têm energia
    2 Se for o unico sem energia,
    verifique no seu quadro eléctrico.
    3 Se continua sem energia
    Contacte a linha de avarias
    800506506
    (grátis 24h)
    indicando:
    código identificação do local (CIL)
    nome do titular do contrato.
    (consulte a sua fatura)